REGULAMENTO

PRÊMIO BOAS PRÁTICAS NA ACADEMIA

MAPEAMENTO E RECONHECIMENTO DE ATIVIDADES DE DESTAQUE DE ENSINO E EXTENSÃO NO CAMPO DE INVESTIMENTOS E NEGÓCIOS DE IMPACTO

CONTEXTO

Nos últimos anos, a Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto atua em parceria com diversos atores do ecossistema de Investimento e Negócios de Impacto a fim de mapear ações, temas e públicos prioritários para o fortalecimento dessa agenda no Brasil. Entre as recomendações mapeadas, as Instituições de Ensino Superior (IES) aparecem como um ator estratégico para a construção de conhecimento, disseminação do tema e para a formação de pessoas que possam atuar com uma nova realidade.

        Como parte desse movimento, é crescente o interesse de estimular e fortalecer a presença desses temas nos ambientes acadêmicos no Brasil, a partir, por exemplo, da inserção de categorias de negócios de impacto em desafios estudantis, na criação de cursos livres e de educação a distância dedicados a essa agenda ou na presença de disciplinas dedicadas em cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu, por exemplo. À luz desse cenário, há o potencial de sistematizar e disseminar tais práticas realizadas na academia para mais professores, para o qual essa chamada pretende contribuir.

 

1. OBJETIVO DO PRÊMIO

O Prêmio Boas Práticas na Academia é uma chamada aberta que tem como objetivo mapear e dar visibilidade a experiências de ensino e extensão que contribuem para a inserção das temáticas relacionadas aos Investimentos e Negócios de Impacto nas IES de todo o país. Voltado a cursos de graduação das mais diversas áreas, o Prêmio é fruto da parceria entre a ponteAponte, a Aliança pelos Investimento e Negócios de Impacto em parceria com Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do BID-LAB, Britsh Council, Instituto Humanize e Itaú e visa contribuir para a formação e engajamento de novos profissionais nesse campo.

 

2. SOBRE AS INICIATIVAS ELEGÍVEIS

O Prêmio Boas Práticas na Academia busca mapear práticas de ensino e extensão nos cursos de graduação nas mais variadas áreas de conhecimento que trabalham com temas relacionados ao campo de Investimentos e Negócios de Impacto. Com foco na inclusão desses temas na formação teórica e prática dos estudantes, esta chamada concentra-se nas iniciativas de ensino e/ou extensão (atividades práticas de conexão com a comunidade e o campo).

Ensino: atividades voltadas ao aprendizado dos estudantes, transmissão de conhecimento e formação profissional, envolvendo horas destinadas às aulas em sala e atividades práticas em laboratórios, atividades de monitoria, entre outras. Podem incluir atividades de ensino que aplicam métodos inovadores, de abordagem prática, experiencial e voltada para o campo, criação de disciplinas específicas, aulas dedicadas, etc.

Extensão: atividades que criam relação e conexão entre a comunidade e a universidade. De acordo com a Resolução das atividades de extensão do Ministério de Educação (MEC), as atividades de extensão integram-se à matriz curricular e constituem um processo interdisciplinar, político educacional, cultural, científico, tecnológico, que promove a interação transformadora entre as instituições de ensino superior e os outros setores da sociedade, por meio da produção e da aplicação do conhecimento, em articulação permanente com o ensino e a pesquisa. São intervenções que envolvem diretamente as comunidades externas às IES e que estejam vinculadas à formação do estudante.

 

3. SOBRE O CAMPO DE INVESTIMENTOS E NEGÓCIOS DE IMPACTO

Entendemos por Investimentos de Impacto recursos privados e públicos para investimento em atividades que visam produzir impacto social e/ou ambiental com sustentabilidade financeira. Para viabilizar a alocação desse capital, utilizam-se instrumentos financeiros, novos e/ou existentes, que podem ou não gerar retorno financeiro sobre o capital investido. O impacto deve ser mensurado e analisado periodicamente.

Entendemos por Negócios de impacto empreendimentos que têm a intenção clara de endereçar um problema socioambiental por meio de sua atividade principal (seja seu produto/serviço e/ou sua forma de operação). Atuam de acordo com a lógica de mercado, com um modelo de negócio que busca retornos financeiros, e se comprometem a medir o impacto que geram. A Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto promoveu a realização de um estudo em 2019 para a definição de delimitações sobre o que são negócios de impacto, que podem ser acessadas aqui.

 

As iniciativas de ensino e extensão devem estar sempre relacionadas ao campo de Investimentos e Negócios de Impacto podendo dialogar com outros temas, desde que claramente abordem as definições acima mencionadas, ainda que não exclusivamente. Dessa forma, podem apresentar interface com temas como: empreendedorismo social, novos formatos organizacionais voltados para a geração de valor socioambiental, inovação social, alianças intersetoriais para transformação socioambiental, marco regulatório e políticas públicas voltadas para o fortalecimento do campo de investimentos e negócios de impacto, novos instrumentos financeiros, economia criativa, empreendimentos voltados para reuso de recursos, etc.

 

4. PÚBLICO-ALVO

Docentes de cursos de graduação das mais diversas áreas de IES (públicas e privadas) de todo o país.

 

5. PREMIAÇÃO   

Cada vencedor receberá o valor de R$ 1.000,00 (mil reais), via transferência bancária em nome do docente e mediante assinatura de recibo de doação. Além disso, será entregue um certificado, e as iniciativas premiadas terão ampla divulgação em nível nacional, por meio de uma publicação disponibilizada online gratuitamente e encontros virtuais.

Serão selecionados até 15 finalistas e serão premiadas até 5 (cinco) iniciativas, preferencialmente uma por região do país. Não havendo inscritos entre os finalistas de alguma(s) região(ões), poderá ser premiada mais de uma iniciativa por região.

A lista de vencedores será divulgada no site do Prêmio Boas Práticas na Academia no dia 14 de junho de 2020. Finalistas e vencedores serão convidados a participar do Fórum de Investimentos e Negócios de Impacto, realizado em São Paulo (SP) nos dias 10 e 11 de novembro de 2020 e a divulgação aprofundada das práticas vencedoras ocorrerá durante o Encontro Nacional do Programa Academia ICE. Para os vencedores será concedido ingresso ao Fórum e participação no Encontro Nacional, incluindo eventuais custos de transporte e hospedagem.

 

6. CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE

Para que iniciativa seja elegível ao Prêmio, é necessário que:

> o tema da iniciativa de ensino ou extensão esteja relacionada ao campo de Investimentos e Negócios de Impacto;

> a inscrição seja feita pelo docente responsável pela iniciativa;

> o docente esteja vinculado a um curso de graduação reconhecido pelo MEC no período em que aconteceu a iniciativa;

> a iniciativa tenha sido implementada até dezembro de 2019, podendo ou não estar em vigor em 2020. É necessário que tenha ocorrido alguma atividade ligada à iniciativa nos últimos três anos letivos (2017-2019);

> a iniciativa tenha a participação de alunos de graduação da Instituição de Ensino Superior.

Alguns exemplos de iniciativas elegíveis são: disciplina específica, aula especial em uma disciplina da grade curricular, eventos, cursos, palestras, oficinas, projetos aplicados, competições, desafios, viagens de estudos, imersões, laboratórios, entre outras.

 

Não são elegíveis:

> iniciativas de cursos técnicos e de pós-graduação;

>  iniciativas de cursos não reconhecidos pelo MEC;

> iniciativas que não estejam relacionadas ao tema de Investimentos e Negócios de Impacto;

> iniciativas realizadas antes de 2017, que não tenham tido nenhuma ação nos últimos 3 anos (2017-2019);

> iniciativas realizadas por estudantes sem vinculação com um professor orientador responsável;

> inscrições realizadas por estudantes.

 

7. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Objetivos de aprendizagem

O foco deste critério é selecionar iniciativas que sejam comprometidas com temáticas relevantes ao campo e que contribuam ativamente para a formação de novos profissionais com visão empática em relação à geração de impacto socioambiental positivo. Será analisada a clareza em relação ao propósito da iniciativa, de ensino ou de extensão, a cadeia de resultados esperados e como eles contribuem na trajetória formativa dos estudantes de graduação. Os objetivos de aprendizagem devem estar conectados com as temáticas relacionadas ao campo de Investimentos de Negócios de Impacto. Os demais critérios serão avaliados com base no escopo delimitado pelos objetivos de aprendizagem, levando em conta a diversidade de iniciativas de ensino e extensão no ambiente acadêmico.

 

Abordagem teórico-prática

O objetivo desse critério é analisar a abordagem pedagógica tanto no conteúdo quanto na forma. Em relação ao conteúdo a intenção é compreender de que forma esse é explorado pela iniciativa, em qual base conceitual ela se apoia e sua conexão com as temáticas relacionadas aos Investimentos e Negócios de Impacto. Os temas devem estar adaptados ao escopo da iniciativa e seus objetivos de aprendizagem, podendo incluir abordagens abrangentes ou específicas dos mesmos. Em termos de forma será analisada a estratégia de aprendizagem dos conteúdos propostos, a inclusão de metodologias ativas, atividades práticas e conexão com o campo. Vale destacar que a abordagem prática se adequa ao escopo da iniciativa, por exemplo, variando entre a utilização de casos práticos e a aplicação de ferramentas dentro de sala de aula a laboratórios e projetos colaborativos aplicados fora na IES. Em síntese, esse critério irá analisar a abrangência e profundidade dos temas desenvolvidos com o campo de Investimentos de Negócios de Impacto Negócios e a adoção métodos criativos e participativos no trabalho realizado pelo docente.

 

Integração com o Contexto Social

Serão consideradas iniciativas que apresentem olhar sistêmico, conexão com o contexto social e que busquem o entendimento aprofundado da realidade social de forma teórica e/ou prática onde estão inseridas, seja em um contexto específico ou abrangente, e de forma aderente aos objetivos de aprendizagem da iniciativa. Em outras palavras, as iniciativas devem estar conectadas com a realidade que elas se propõem a trabalhar, na qual a abordagem de negócios e investimentos de impacto se apresenta potencial de aprendizagem e/ou como alternativa de geração de impacto socioambiental positivo das iniciativas.

 

Articulação de redes internas e externas

Este critério busca avaliar a integração da iniciativa com outros atores e a atuação em rede de forma a envolver diferentes pessoas e organizações no processo de aprendizagem compartilhada. Serão consideradas tanto parcerias internas (dentro da IES) quanto externas (com outras organizações e atores da região). Nas parcerias internas, as parcerias podem apoiar a interdisciplinaridade entre áreas de conhecimento que fazem parte do mesmo departamento, departamentos diferentes ou cursos diferentes. Já as parcerias externas podem envolver a articulação com outras organizações e atores locais.

 

8. INSCRIÇÕES

As inscrições serão feitas online, por meio de formulário simplificado (concept note), com solicitação de dados cadastrais e até 5 perguntas. Cada docente pode inscrever até três iniciativas, porém cada IES pode inscrever quantos projetos desejar.

As inscrições ficarão abertas de 6 de fevereiro a 22 de março de 2020, até 23h59 no site:  https://www.boaspraticasnaacademia.com.br. Não serão aceitas inscrições fora do prazo.

 

Somente os projetos aprovados para a segunda fase preencherão um formulário mais completo, com detalhamento do que foi realizado e próximos passos, quando houver.

 

9. PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo acontece em três etapas:

1ª etapa

Avaliação dos formulários (concept note), de acordo com os critérios de elegibilidade e aderência ao objetivo do Prêmio acima mencionados, realizada pela equipe da ponteAponte. O número de aprovados para a segunda etapa poderá variar de acordo com o número de inscritos e qualidade das inscrições.

 

2ª etapa

Avaliação dos formulários mais completos (detalhamento), solicitação de documentos que comprovem o vínculo do docente com a Universidade e aprovação desta para a participação. Se necessário, nesta etapa também são realizadas entrevistas por telefone ou por meio virtual. Para a última fase, serão selecionados até 15 projetos.

 

3ª etapa

Avaliação dos finalistas por um júri multissetorial, apontado pela ponteAponte e Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto, que definirá os vencedores, em reunião presencial, levando em conta os critérios de avaliação acima mencionados.

 
10. CRONOGRAMA
  • Abertura das inscrições: 6 de fevereiro de 2020;

  • Encerramento das inscrições: 29 de março de 2020, às 23h59min;

  • Avaliação das inscrições da 1ª etapa: 30/3 a 26/4;

  • Aviso aos selecionados para a 2ª etapa e desclassificados: 27/04 a 04/05;

  • Inscrições dos selecionados da 2ª etapa: De 04/05 a 31/05;

  • Avaliação das inscrições da 2ª etapa: 01/06 a 12/07

  • Aviso dos finalistas para a 3ª etapa e desclassificados: 13/07;

  • Avaliação dos finalistas pelo júri multissetorial: 20/07 a 23/08

  • Anúncio dos premiados no site do prêmio: 27/08

  • Participação dos premiados nas atividades Fórum de Investimentos e Negócios de Impacto: de 10 a 11 de novembro de 2020.

A ponteAponte reserva-se o direito de modificar este Regulamento e/ou as datas do Prêmio em qualquer tempo, se necessário.​

 

9. SOBRE OS REALIZADORES

 

Execução técnica

• ponteAponte

A ponteAponte (pAp) é uma empresa que atua para fortalecer a cultura do impacto coletivo, qualificando o investimento social por meio de iniciativas multissetoriais em duas grandes frentes que se conectam: Seleção & Avaliação de projetos e Potencialização de atores do ecossistema. Conectamos o melhor de cada mundo para um mundo cada vez melhor. A ponte, para nós, é um lugar não apenas de travessia, mas também de encontros, trocas, reflexões e aprendizados, de onde se tem uma visão panorâmica que permite a escolha conjunta de caminhos. No projeto da Chamada Impulse, contamos com a parceria da especialista Juliana Rodrigues, que atua como consultora, pesquisadora e professora em temas voltados a negócios de impacto socioambiental, empreendedorismo social e inovação social.

Realização

  • Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto e parceiros

A Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto, antiga Força Tarefa de Finanças Sociais (FTFS), é uma iniciativa criada para identificar, conectar e apoiar organizações e temas estratégicos para o fortalecimento do campo de Investimentos e Negócios de Impacto no Brasil em parceria com Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do BID-LAB, Britsh Council, Instituto Humanize e Itaú.

  • ICE

    O ICE permeia a sua atuação fomentando soluções que gerem impacto social positivo, duradouro e de grande alcance. Hoje o ICE está dedicado ao fortalecimento do ecossistema de Investimentos e Negócios de Impacto no Brasil, agenda mobilizadora no qual conecta atores do ecossistema ao movimento global pelo impacto social e ambiental positivo.

 

10. DISPOSIÇÕES GERAIS

A participação neste Prêmio é voluntária e gratuita – não haverá cobrança de nenhuma taxa no processo de seleção.

A critério da equipe da ponteAponte, poderão ser solicitadas informações complementares e documentos dos candidatos. Seu não cumprimento no prazo determinado poderá significar a anulação da inscrição em qualquer etapa de seleção. A inscrição implica a aceitação pelos candidatos de todas as condições constantes deste regulamento.

O candidato autoriza o recebimento de e-mails ou outras formas de comunicação eletrônica (newsletters etc.) da ponteAponte sobre seu processo de seleção e/ou sobre qualquer outro assunto relacionado direta ou indiretamente com este Prêmio.

A ponteAponte reserva-se o direito de modificar este Regulamento e/ou as datas do Prêmio em qualquer tempo, se necessário. Nesse caso, os candidatos serão notificados por e-mail e/ou notas públicas que esclareçam as alterações, mantendo a transparência das informações e o motivo.

 

Se, por qualquer motivo, alheio à vontade e controle da ponteAponte ou parceiros, não for possível conduzir este Prêmio, conforme o planejado, os responsáveis poderão finalizá-lo antecipadamente, mediante aviso aos candidatos e ao público, explicando as razões que a levaram a tal decisão.

  • Dos materiais e direitos autorais

Os materiais enviados para fins de inscrição não serão devolvidos aos seus autores, independentemente do resultado do Prêmio.

Todos os selecionados autorizam, sem quaisquer ônus, a utilização do nome, imagem e voz dos candidatos e demais profissionais envolvidos na iniciativa, seja para fins de pesquisa, seja para divulgação em qualquer meio de comunicação, inclusive para uso do resultado da seleção. Ao inscrever uma iniciativa, o candidato assume que tem autorização da universidade para fazer a inscrição e aceita sua publicação em meio físico ou virtual.      

   

Os direitos autorais das iniciativas selecionadas pertencem ao candidato, bem como a responsabilidade pela autenticidade das informações concedidas, reservando-se à ponteAponte a prerrogativa de publicá-los, conforme especificações previstas neste Regulamento, em conjunto ou separados, e em qualquer idioma, sem quaisquer ônus ou pagamentos, a qualquer tempo, desde que citado o autor e a premiação.

Os candidatos serão exclusivamente responsáveis por qualquer eventual questionamento decorrente de direitos autorais relativos ao uso de expressões, textos, fragmentos de texto, entre outras reproduções e/ou utilizações indevidas das obras, mesmo que parcialmente, respondendo cível e criminalmente pelos ilícitos que vierem a cometer no âmbito da propriedade intelectual, assim como pelo eventual uso indevido da imagem (em sentido amplo) de pessoas.

 

  • Das inscrições e processo de seleção

Os casos que apresentarem problemas em sua condução ao longo do processo de seleção serão resolvidos pelos representantes da ponteAponte, cujas decisões são irrecorríveis.

É de inteira responsabilidade do candidato a efetivação de sua inscrição online. O candidato deve preencher o formulário por completo e com dados precisos, de forma que permita a verificação de sua procedência, veracidade e autenticidade. As inscrições incompletas ou finalizadas fora do prazo não serão aceitas. Uma vez finalizada a inscrição, os dados cadastrados e as informações sobre a reportagem ou iniciativa não poderão ser alterados.

A ponteAponte não se responsabiliza por inscrições não concluídas devido a falhas tecnológicas, tais como problemas em servidores, na transmissão de dados, na linha de comunicação, em provedores de acesso ou por lentidão no servidor provocada pelo excesso de envios simultâneos nos últimos dias do prazo de inscrições. Por essa razão, recomenda-se aos interessados que concluam suas inscrições com antecedência, evitando eventuais dificuldades técnicas que porventura prejudiquem ou impossibilitem o envio das propostas.

As opiniões e posições expressas nas iniciativas serão de responsabilidade de seus autores proponentes e seus conteúdos não representam, necessariamente, as posições da ponteAponte ou da Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto.

Este Prêmio tem caráter exclusivamente cultural, científico e tecnológico, desenvolvendo-se sem qualquer sorteio ou operação assemelhada, nem vinculação de seus participantes de qualquer bem e/ou utilização de qualquer serviço mediante pagamento, respaldado pelo artigo 30 do Decreto Lei nº 70.951/72 e nos termos da Lei nº 5.768/71.

Todos os direitos do Prêmio Boas Práticas na Academia estão reservados à ponteAponte.

Em caso de dúvidas sobre este Prêmio, envie um e-mail para mariana@ponteaponte.com.br ou ligue para (11) 3052-2467.

 

Boa sorte!

CONTATO

E-mail: mariana@ponteaponte.com.br

Telefone: (11) 3052-2467

© 2020 ponteAponte